Três filmes

by - outubro 27, 2018

Esse mês, mesmo tentando, não consegui assistir a tantos filmes de horror quanto gostaria. Esses três que vou falar hoje foram os últimos que assisti, e foram três filmes dos quais gostei bastante.
 



O Convite
[The Invitation - 2015]
Dir. Karyn Kusama

Mais um thriller psicológico do que horror em si, ouvi falar nesse filme somente esse ano, e fiquei me perguntando porquê as pessoas não comentam mais sobre ele.
Um cara aceita o convite pra voltar na casa onde morava com a ex esposa, pra se reunir com alguns amigos que ele não vê há um tempo, e com o novo marido dela. Porém durante essa reunião, ele começa a ficar paranoico e achar que tem algo errado por ali.
É um filme muito bem dirigido e construído, e em momento nenhum a gente tem certeza se realmente tem algo de errado acontecendo, ou se é coisa da cabeça dele.
Pra mim, o final foi bem surpreendente e bem feito, e me deixou satisfeita na mesma proporção que o final de Corra! [Get Out, dir. Jordan Peele, 2017] me decepcionou.



A Visita
[The Visit - 2015]
Dir. M. Night Shyamalan

Soube desse filme logo que saiu, mas ainda estava meio com o pé atrás depois dos últimos filmes do Shyamalan que tinha visto. Como recentemente assisti Fragmentado [Split, 2016] e foi uma grata surpresa, dei uma chance a esse e não me arrependi.
Gravado como se fosse um documentário, a gente acompanha dois irmãos adolescentes conhecendo seus avós maternos pela primeira vez, depois do divórcio dos pais - cujo casamento foi marcado pela ruptura da mãe com eles. Porém, conforme os dias vão passando, o comportamento desses avós vai ficando bem estranho - pra dizer o mínimo.
Com alguns jump scares, o que particularmente não sou muito fã, mas principalmente um clima bem agoniante, gostei bastante desse filme - mas o final dele me deu a sensação de que já vi essa história (ou, pelo menos, essa conclusão) em algum lugar. Me resta lembrar onde.
Ah, tanto esse filme quanto O Convite estão, no momento, disponíveis na Netflix!



A Casa do Medo - Incidente em Ghostland
[Incident in a Ghostland - 2018]
Dir. Pascal Laugier

Pascal Laugier e Gaspar Noé são os únicos dois diretores com filmes que me deixaram honestamente perturbada (num meio que bom sentido) - Noé com Seul Contre Tous, Laugier com Martyrs - então eu tinha enormes expectativas pra esse filme. E, felizmente, foram correspondidas.
O roteiro é um enorme clichê: mãe e duas filhas herdam uma casa - e claro que essa casa é estranha, no meio do nada, barulhenta e cheia de bonecas assustadoras. E merdas enormes acontecem.
Isso é tudo o que posso falar sem dar spoilers. Apesar de, como eu disse, o básico da premissa não ter nada de novo, é um filme cheio de reviravoltas. Mesmo com alguns problemas no panorama geral, entrega mais do que promete. Fui assistir a esse filme sabendo pouquíssimo dele, e creio que essa é a melhor experiência, assim como foi ótimo pra mim. E super recomendo.

You May Also Like

1 comentários

  1. Não conhecia esse último, mas já coloquei na listinha! O Convite foi um dos melhores filmes que vi em 2016, mas conheço muita gente que não gostou por isso fico com receio de recomendar, mas achei o final sensacional também. Só fiquei curiosa agora porque você não gostou tanto de Get Out.

    Sobre A Visita, já achei ok. Gosto muito dos primeiros filmes do M. Night, mas esse não achei nada demais, porém não foi um tempo perdido então já tá no lucro quando falamos de filmes de terror né? hahaha

    www.paleseptember.com

    ResponderExcluir

loathsomeness waits and dreams in the deep, and decay spreads over the tottering cities of men.” - h. p. lovecraft
REMEMBRANCE by ALINE SCHNEIDER EST. 2016