Um conto de horror por dia - semana 01

outubro 09, 2018


Nesse mês de Halloween, uma das coisas que quis fazer era, além dos livros, ler um conto temático por dia. Alguns acabaram nem sendo tanto de horror assim - afinal de contas, fui meio às cegas procurar coisas pra ler. Hoje vim aqui contar sobre a primeira semana desse meu "desafio", fazer um pequeno resumo sobre cada um deles, e deixas os links pra quem quiser ler também!

Utilizei principalmente o livro Contos de Horror do Século XIX pra fazer minha lista. Porém, nessa primeira semana ainda estava trabalhando, então não andei com o livro e só li dois contos dos que separei dele - no resto do mês vai ter mais. Então, pra facilitar, fui pegando alguns que estão disponíveis no Kindle Unlimited (com esse link, que redireciona diretamente pra página do programa, você consegue fazer um teste de 30 dias grátis, e você não precisa ter um Kindle - como eu não tenho - pra ler!), e também deixarei o link pra cada um deles nesse post. Os outros foram lidos no Wikisource mesmo, pois são contos de domínio público, porém os li em inglês e não vou ter links de traduções pra eles.

E vamos aos contos!

+++++


Dia 01 - The Witch - Shirley Jackson
do livro The Lottery and Other Stories

Pra quem não percebeu ainda, depois de Sempre Vivemos no Castelo a Shirley Jackson virou uma das minhas escritoras preferidas. Uma das minhas características preferidas na escrita dela é a forma como ela introduz o horror e o macabro nas obras - sutilmente e, ao mesmo tempo, sem delongas. É exatamente assim nesse conto: uma mãe está viajando de trem com seus dois filhos, quando um estranho entra na cabine deles e as coisas tomam um turno inesperado. É um conto curtíssimo, mas incrível.


Dia 02 - A Mão do Macaco - W. W. Jacobs (tradução de Rubem Fonseca)
do livro Contos de Horror do Século XIX

Um dos mais clássicos contos de todos os tempos, já havia lido algumas versões dele mas não me lembrava de ter lido o original. Nessa história, uma família acaba recebendo de um amigo uma mão de macaco que tem o poder de conceder três desejos - mas, será que isso é verdade? Será que eles vão tentar descobrir? E qual é o preço de um desejo?


Dia 03 - The Alchemist - H. P. Lovecraft
completo (em inglês) aqui

Um dos contos que Lovecraft escreveu quando era super jovem, e foi publicado pela primeira vez em 1916. Nosso narrador/protagonista nos conta sobre sua família, amaldiçoada, muitas gerações atrás, a morrerem ao chegar a idade de 32 anos - e acompanhamos todo o desespero dele mesmo a se perceber chegando nessa idade, e suas tentativas de quebrar essa maldição.


Dia 04 - The Striding Place - Gertrude Atherton
completo (em inglês) aqui

Nesse conto, um rapaz conta de como o melhor amigo ("There were so many charming women in the world, and in the thirty-two years of his life he had never known another man to whom he had cared to give his intimate friendship." cahem) desapareceu, e como ele sai no meio da floresta, onde corre um rio, pra ir atrás desse amigo


Dia 05 - A Casa Mal Assombrada - Edith Nesbit (tradução de Adriano Schwartz)
do livro Contos de Horror do Século XIX

Depois de passar muitos anos longe de Londres, e sem sucesso tentar entrar em contato com seus conhecidos, nosso protagonista responde a um anúncio, dizendo procurar por alguém que pudesse investigar o fenômeno de uma casa assombrada. Porém, quando ele chega lá... coisas bem estranhas começam a acontecer.


Dia 06 - O Coração Delator - Edgar Allan Poe (tradução de Marcia Heloisa)
do livro Edgar Allan Poe - Medo Clássico (vol. 1)

Esse é um dos mais emblemáticos contos do Poe, por isso acabei o escolhendo já na primeira semana. Nele, um homem está tentando nos convencer de que ele não está louco, e começa a contar como planejou assassinar o senhor com quem morava - por se sentir profundamente incomodado com o olho desse velho.


Dia 07 - O Mortal Imortal - Mary Shelley (tradução de Guilherme Kroll)
da coleção Contos Estrangeiros Clássicos, disponível aqui

Já nos primeiros parágrafos desse conto, descobrimos que nosso protagonista, que foi discípulo do alquimista Cornelius Agrippa, já viveu por mais de 300 anos. Ele nos conta de todo o processo até chegar ao ponto de tomar - por engano - esse elixir da vida, e sua agonia de acabar por estar sozinho no mundo.

+++++

Estou gostando muito de fazer esse "desafio" porque, além de me forçar a ler um pouquinho todos os dias, me faz descobrir autores novos e histórias que, talvez, eu fosse demorar bastante pra ler - por exemplo, nunca tinha lido direito nada do Poe, e, mesmo me arrastando bastante na leitura de Frankenstein, gostei bastante desse conto da Shelley.



* todos os links que redirecionam para a Amazon nesse post geram uma pequena comissão pra mim. Esse valor me ajuda na continuidade da produção de conteúdo, e você não paga nada a mais por isso! :) 

You Might Also Like

0 comentários